Equatorial Energia e TJ-PI disponibilizam espaço para negociação
17 de maio de 2019 Notícias Valdemar Morais

Parceria conta com apoio do poder Judiciário e a distribuidora de energia do Piauí. Juntas, as instituições esperam que clientes negociem seus débitos e saiam satisfeitos.

Na próxima segunda-feira, dia 20, clientes da distribuidora de energia do Piauí poderão dialogar e negociar débitos durante o 1º Balcão de Negociação, encontro realizado pela empresa e em parceria com o Poder Judiciário, por meio do Núcleo Permanente de Solução de Conflitos (Nupemec) e os Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). O evento seguirá até a próxima sexta-feira, dia 24, de 8 às 12h e de 14 às 16h.

Trata-se de mais uma parceria com o Poder Judiciário, a pedido da concessionária, a fim de solucionar, de forma justa para todos, as ações judiciais em que a Distribuidora consta como parte, reforçando o perfil conciliatório e a dedicação ao cliente, valores fundamentais do Grupo Equatorial Energia.

Os clientes terão à sua disposição doze salas para as audiências de mediação e conciliação, de modo que tanto cliente como a empresa tenham seus processos resolvidos de maneira consensual, ou seja, bom para os dois lados. Nas audiências de mediação e conciliação, a autoridade judiciária atua como um auxiliador para que as pessoas em conflito cheguem num entendimento.

Em vez de um longo processo, concluindo com uma sentença que dá causa a uma parte contra outra, as demandas são resolvidas através de um acordo prático, consciente, em que ambas saem satisfeitas. A expectativa dos organizadores é que sejam fechados 547 acordos desta natureza.

Os consumidores partes nos processos relacionados neste mutirão já foram notificados por meio do Diário da Justiça e de cartas-convite, enviadas para suas residências, informando data e hora de sua respectiva audiência. Marcar presença é indispensável, pois as vantagens são muitas. É uma oportunidade de encerrar os processos com condições flexíveis de negociação, reduzindo custos e reequilibrando a relação cliente-empresa, afirma Fabianni Serra, Executiva Jurídica da Equatorial Energia- Cepisa.

Quem tem alguma questão na Justiça com a Equatorial Energia- Cepisa e por acaso não ficou sabendo do mutirão, deve procurar o Cejusc e verificar se o seu processo está na programação. Caso contrário, é aguardar a realização de um próximo balcão de negociação. “Nossa parceria com o Nupemec e os Cejusc de 1º e 2º graus deve ser recorrente, e é nossa intenção que outros mutirões como esse aconteçam periodicamente”, conclui Fabianni.

Ainda durante o balcão, a Equatorial Energia vai oferecer aos consumidores que têm NIS – Número da Identificação Social e o Cadastro Único (CadÚnico) e ainda não são beneficiados a oportunidade de se inscreverem na Tarifa Social. Cadastrando-se no banco de dados da distribuidora, o cliente baixa renda pode receber um abatimento de até 65% na conta de energia.

 

1º Balcão de Negociação de Dívidas- Equatorial Energia/TJ-PI

QUANDO? De 20 a 24.05.2019, das 8 às 12h e das 14 às 16h.

ONDE? Cejusc II, na Rua Coelho Rodrigues, 954, 2º andar, próximo à Praça da Bandeira, centro de Teresina.

 

 

Compartilhe:
Home | Equatorial Piaui